Bispo de Patos incentiva doações ao Napoleão Laureano durante homilia



O bispo da Diocese de Patos, D. Eraldo Bispo da Silva, em sua homilia na celebração da missa das 19:00h deste domingo, (01) na Catedral de N. Sra. Da Guia, falou da abertura do Mês da Bíblia que acontece à partir deste domingo.

Durante sua pregação, D. Eraldo comentou a leitura do Evangelho deste dia que é: Lucas 14,1.7-14 que fala que Jesus foi convidado a comer na casa dos fariseus e lá ele viu o quão hipócritas eram eles. Ao comparar com nossa realidade, o bispo chamou a atenção dos fiéis para deixar de lado a ganância de querer sempre sair na frente dos demais e em muitos momentos até, procurando derrubar os outros.

Ao lembrar que este mês é o das festividades da padroeira de Patos, sugeriu aos doadores de fogos da festa que, ao invés de doar este valor, seja feito um silêncio justo em que todas as pessoas irão entender o porquê, doando a quantia para o Hospital Napoleão Laureano. D. Eraldo ressaltou ainda que a festa não perderá o brilho por esse motivo. “Cada explosão de um foguetão destes pode ser substituído por uma seringa ou outro material naquela casa de saúde”.

O Hospital Napoleão Laureano enfrenta dificuldades financeiras para bancar os altos custos em sua unidade.

Atualmente, 280 pessoas estão na fila da radioterapia. Ainda não se sabe quantas outras esperam pela quimioterapia. São 300 pacientes em tratamento. “Apelamos para que a generosidade cresça no sentido de cada dia ajudar mais. Estamos de portas abertas para trabalhar os 365 dias do ano”, falou Carneiro Arnoud.

Ele disse que o problema não é incompetência, é deficiência financeira. Questionado sobre as perspectivas de sanar a falta de medicamentos, ele afirmou que a solução é obter os recursos necessários para cobrir as despesas. “Enquanto nós não tivermos recursos financeiros, o fornecedor do medicamento não fornece”, acrescentou Carneiro Arnaud.

Raio-X do Laureano

De acordo com a direção do Napoleão Laureano, 94% dos pacientes atendidos no hospital são do Sistema Único de Saúde (SUSU). O restante são provenientes de convênios ou atendimentos particulares.

Carneiro Arnoud informou, ainda, que 72% dos casos de câncer da Paraíba são atendidos pelo Laureano.

Mesmo diante dos números e da necessidade de recursos, desde 2010 a tabela de preços do SUS não é atualizada. Para se ter uma ideia, o SUS paga apenas R$ 5,70 por uma radiografia de tórax.

Número de atendimentos pelo SUS em 2018

Mais de 192,3 mil pessoas foram atendidas no ambulatório do Laureano em 2018. Foram 5.332 internações, 5.705 cirurgias adulto e pediátrica. Ao todo, 34.807 quimioterapias foram realizadas e 187.898 radioterapias.

blogdonegreiros1.blogspot.com




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.