Biólogo diz que flagrante no Bessa pode não ter sido de tubarão e entidade acredita ser uma raia



O biólogo Ricardo de Souza Rosa informou ao ParlamentoPB, neste domingo (9), que provavelmente não se trata de um tubarão o que banhistas alegam ter visto na praia do Bessa, em João Pessoa. Segundo o profissional, porém, é comum que fêmeas de tubarões martelo e tubarões tigre se aproximem “das nossas praias no verão para dar à luz”.

O biólogo relatou que há registro de aproximação desses animais em praias de Cabedelo, na praia da Penha, em João Pessoa, e em Jacumã, Conde, Litoral Sul. “Normalmente não oferecem risco nessa situação pois deixam de se alimentar durante o parto. Acredita-se que seja uma estratégia para não comer os filhotes da própria espécie”, explicou Ricardo.

Questionado pelo ParlamentoPB se elas atacam ao se sentirem ameaçadas, ele respondeu que “as femeas devem procurar os locais mais seguros para os filhotes, e, nesse sentido, evitariam praias com muita presença de banhistas e embarcações.”

Contudo, o biológo destaca que, “sobre o vídeo feito no Bessa, os especialistas da Sociedade Brasileira para o Estudo de Elasmobrânquios (SBEEL) concordaram que pode ser uma raia.”

Banhistas gravaram um vídeo em que relatam ter visto um tubarão nas águas da praia do Bessa, na Capital. A data de quando o vídeo foi gravado não foi informada, mas o registro pode ter sido feito nesse sábado (8).

Um homem chegou a duvidar e argumentou que seria, na verdade, um golfinho. Mas o colega dele, que gravou o vídeo, disse: “É… subiu aqui a barbatana dele.” E continuou gravando e mostrando a água: “Tubarão aqui no Bessa, agora.”

A Capitania dos Portos informou que não recebeu nenhuma notificação sobre o caso.

CLICK AQUI E VEJA A REPORTAGEM COM O VÍDEO DA APARIÇÃO DO SUPOSTO TUBARÃO

Parlamentopb




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.