Bate boca, polícia e confusão marcam eleição da mesa diretora da Câmara dos Vereadores de Patos



A eleição para a mesa diretora da Câmara Municipal de Patos, que aconteceu nesta terça-feira, dia 01, foi marcada por uma série de fatos que distanciam a política da relação social de convivência e aproxima da polícia devido a fatos denunciados por alguns dos vereadores da Casa Juvenal Lúcio de Sousa.

Por volta das 09:00h da manhã a Polícia Militar foi acionada, pois, os vereadores estavam sem acesso a repartições da Casa e dois computadores haviam sumido do recinto. A confusão durou cerca de uma hora até que o vereador Marcos Eduardo – PMDB decidiu abrir as salas para que a eleição da mesa diretora da Casa tivesse início.

A vereadora Lucinha do PCdoB abriu os trabalhos da solene sessão por ser a vereadora com mais votos nas eleições. A vereadora teve dificuldades para dirigir a sessão devido ao debate acalorado e também pelo grande número de pessoas que encheram por completo a Câmara Municipal. A multidão vaiou por inúmeras vezes os vereadores que contestavam a forma que estava acontecendo a eleição da mesa diretora.

Com protestos energéticos e acalorados do vereador Jeferson Melquiades – PMDB, Sales Júnior e do ex-presidente da Câmara, Marcos Eduardo aconteceram às eleições. Jeferson Melquiades denunciou manobras para eleger a chapa encabeçada pela vereadora Nadirgerlane “Nadir” – PMDB. A eleição foi marcada por bate boca e ameaças de contestação na justiça. “Me recuso a votar com cédulas falsas, pois é isso que são, falsas. O processo de registro está fora do prazo regimental e isso não pode fazer parte dessa Casa”, protestou Jerferson que teve candidatura registrada em tempo hábil.

Depois de quase duas horas de indagações e acusações, a votação foi colocada em pauta. Duas chapas concorreram às eleições, sendo elas: Nadir-Presidente, Ivanes Lacerda – vice-presidente, Diogo Medeiros – 1º secretário, Toinho Nascimento – 2º secretário e Lucinha – 3ª secretária.

A chapa encabeçada por Nadir obteve nove votos e a chapa de Jeferson Melquíades obteve três votos. Foi registrado um voto nulo na eleição que aconteceu de forma secreta e com a presença dos 13 vereadores eleitos e empossados. O vereador Jeferson Melquiades disse que vai contestar na justiça a eleição da mesa diretora.

Logo após o processo de eleição da mesa diretora, a Câmara Municipal de Patos Casa Juvenal Lúcio de Sousa, com sua nova mesa diretora, empossou a Prefeita Francisca Mota – PMDB e o vice-prefeito Lenildo Morais – PT. 

Durante seu discurso de posse, Francisca Motta ressaltou o papel das mulheres na política e disse que a partir daquele momento era a prefeita de todos. Francisca tambem destacou o trabalho do ex-prefeito Nabor Wanderley – PMDB e do deputado federal Hugo Mota – PMDB para o crescimento da cidade de Patos. 

 

 

Jozivan Antero – Patosonline.com