• Dra Milena
Policial

Avô que pode ter estuprado e engravidado a própria neta de 11 anos em Santa Gertrudes está foragido da Polícia, afirma delegacia. Ouça

ÓTICAS GUIMARÃES

A Delegacia Especializada da Mulher de Patos confirmou, nesta quarta-feira (22), que o senhor Antônio Silva Oliveira, de 67 anos, é o principal suspeito de ter estuprado e engravidado uma menor de apenas 11 anos de idade. A menina é neta de Antônio e estava sob sua guarda após a mãe dela falecer e o seu pai ter ido trabalhar em outro estado.

A criança morava com os avós e vinha sofrendo por exploração sexual desde junho deste ano, segundo relatou a própria vítima. A avó da menina desconfiou após ela adoecer e apresentar sintomas estranhos. Ao levar ao hospital, os médicos confirmaram que ela estava com um mês de gestação.

“Nós tomamos conhecimento deste caso nessa terça-feira, após todo um trabalho de investigação com uma menor de 11 anos de idade, que relatou que desde junho de 2021, o avô dela, de 67 anos, estava abusando sexualmente dela e dizia para ela não falar nada para ninguém. Ela não sabia há quanto tempo estavam acontecendo as relações, mas começou a se sentir cansada, vomitou, e a avó dela resolveu leva-la para o Hospital Infantil de Patos, suspeitando inicialmente de Covid-19, mas os médicos ao final descobriram que a menina estava grávida de um mês. A menina então decidiu relatar para os médicos e para a avó, que o autor do fato teria sido o avô. Ela disse que não tinha namorado com ninguém e não sofria ameaças, mas não falou por vergonha”, contou a delegada.

De acordo com Silvya Alencar, um mandado de prisão preventiva foi expedido e de imediato os agentes seguiram em busca de prender Antônio, mas não o encontraram nos endereços repassados pela família. Ele encontra-se foragido da justiça.

“Em razão desses fatos que foram confirmados pela avó da menor, a delegada Daniela representou pela decretação da prisão preventiva, que foi confirmada. O mandado de prisão foi expedido e ontem mesmo os agentes diligenciaram nos endereços onde o suspeito poderia ser encontrado. Ele chegou a ir nas casas dos familiares, que se recusaram a dar garita a ele e ele então fugiu, estando agora em local incerto”, afirmou a delegada Silvya.

A delegada pediu a ajuda da população para denunciar o paradeiro de Antônio à Polícia Militar, através do 190, e disse que pediu a colaboração de policiais da região e de outras delegacias regionais para tentar localizar o acusado.

Outros detalhes você ouve no áudio abaixo:

Delegada Sylvia Alencar (Áudio: Higo de Figueiredo)

Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo