Atestado de óbito aponta morte por asfixia e esganadura de deficiente físico em Patos



Segundo o laudo médico, expedido pelo UML de Campina Grande, o deficiente físico, José Gilberto Anastácio de Farias, 28 anos, morto na madrugada de sábado para o domingo no Sitio Pilões no município de Patos, foi morto por asfixia e esganadura.

 

As informações foram repassadas ao repórter Fábio Diniz da Radio 102 FM, pela delegada Rosana Siqueira Gomes, plantonista da 1ª Delegacia Distrital de Patos.   

 

Segundo o que foi divulgado no laudo, a vítima sofreu uma paulada na cabeça, porém ficou desacordado. Em seguida começou a agonizar.  

 

Os peritos constataram que foi usada a força bruta, tendo como instrumentos as mãos, para provocar a asfixia e levar a vítima ao óbito.

 

Os acusados foram transferidos para o presídio de segurança máxima DR Romero Nóbrega o CASTELÃO em Patos.

 

Redação patosonline