Regional

Atendimentos no Complexo Hospitalar de Patos crescem 14% no último final de semana

Na Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, bicicleta e automóvel, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana

A Emergência e Urgência do Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro de Patos (CHRDJC) registrou neste último final de semana (14 a 16/05) um aumento de 14% nos atendimentos gerais comparado ao último final de semana com o registro de 197 entradas e também um aumento de 37% no número de pacientes vítimas de acidentes, com 37 ocorrências. O plantão de maior movimento foi o do sábado, quando foram atendidos 99 pacientes, seguido do de domingo, quando deu entrada mais 73 pessoas. Entre as 18h e a meia noite da sexta-feira, mais 25 pessoas foram atendidas na Emergência e Urgência da unidade. No final de semana dez cirurgias foram realizadas, sendo cinco Vascular, três de Ortopedia e duas Cirurgia Geral.

 “Há quatro finais de semana estamos registrando aumento no número de atendimentos gerais, acumulando agora 44% de aumento no total. Já em relação aos pacientes vítimas de acidentes de trânsito, depois dos dois finais de semana anteriores terem registrado queda acumulada de 27%, nesse de agora houve aumento, registrando o maior número de acidentados desde o segundo final de semana de fevereiro”, avalia o diretor geral do Complexo, Francisco Guedes. Ele atribui o aumento de atendimentos ao relaxamento das medidas restritivas de circulação o que também vem impactando na ocupação de leitos Covid da unidade que, nos últimos dias, tem atingido picos de mais de 90% chegando em alguns momentos até a atingir a capacidade total da unidade que diante deste novo cenário, na semana passada, reativou os 12 leitos de enfermaria clínica Covid no Hospital Infantil Noaldo Leite.

Na Emergência, além dos casos envolvendo os acidentados com motos, bicicleta e automóvel, os demais principais motivos dos atendimentos da unidade neste final de semana foram de pacientes com dor abdominal, queda da própria altura, sintomas de síndrome gripal, acidente perfuro cortante, convulsão ou mal epilético, acidente de automóvel, entorse ou torção, acidentes com animal peçonhento ou raivosos, edema, náusea ou vômito, queda de nível, rebaixamento de consciência, dor pélvica, entre outros motivos.

O boletim de atendimento de pacientes vítimas de acidentes de trânsito mostra que dos 37 acidentados, a maior parte deles foi de motos, com 29 ocorrências, seguido de automóvel, com seis casos e bicicleta, com dois registros. Destes 37, nove pacientes precisaram ficar internados para cuidados posteriores. Além de acidentados da cidade de Patos, que teve a maior demanda com 16 pacientes, a unidade ainda recebeu vítimas de acidentes das cidades de São Bento, Santana dos Garrotes, Teixeira, Codado, São José do Bonfim, Ibiara, Santa Inês, Imaculada, Santarém, Itaporanga, São José de Espinharas, Manaíra, Tavares, Matureia, Catingueira, Brajo do Cruz, Santa Terezinha e Quixaba. Do total de acidentados, 32 eram homens e cinco eram mulheres.

Assessoria

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close