Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Patos cobra providências da gestão municipal no tocante a precariedade do CAPS e CER. Ouça



Joceli Oliveira, representante da Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Patos e Região (ASPAA), falou à imprensa local nesta sexta-feira (29) para comentar sobre o ato público realizado no centro da cidade de Patos, especificamente de fronte a Prefeitura de Patos.

Participaram da ação, mães e pais de crianças autistas e também portadoras de outras deficiências, atendidas pelo CER e CAPSi (CAPS Infantil) na cidade de Patos.

Conforme o semáforo da prefeitura estava em vermelho, os manifestantes iam buscando conscientizar motociclistas e condutores de veículos sobre os problemas enfrentados no município.

Ainda de acordo com Joceli, a problemática já se arrasta há vários meses com a falta de equipe multiprofissional para atender às crianças que necessitam de atendimentos especializados nos dois serviços citados.

A demissão de mais funcionários deixou os pais e mães dos usuários ainda mais indignados.

Ela frisou que o CAPSi está há semanas sem as oficinas terapêuticas, e praticamente fechado, tendo em vista que o médico só atende a cada três meses para renovação de laudo.

Já no CER, a equipe que já era limitada, foi reduzida recentemente, vindo a prejudicar ainda mais o atendimento às crianças.

De acordo com a previsão de mais demissões para o mês de dezembro, a representante da entidade disse que a situação está ficando insustentável.

Joceli chegou a se dirigir diretamente ao prefeito interino Ivanes Lacerda, colocando que ele precisa cuidar das contas públicas, mas primeiramente cuidar das pessoas.

Ouça mais detalhes na entrevista que segue abaixo.

Matéria por Patosonline.com

Áudio – Higo de Figueiredo (Rádio Espinharas)