Assessoria rebate denúncia contra Ivanes e afirma que ex-prefeito pediu afastamento do estado desde quando assumiu a gestão



A assessoria do Prefeito Interino de patos Ivanes lacerda, (Republicanos0, entrou em contato com o patosonlin.com para rebater a denúncia protocolada contra ele no Ministério Público da Paraíba-MPPB, feita pelo pré-candidato a vereador pelo Patriota, Josmá Oliveira, de que ele estaria acumulando cargos de forma irregular.  

Segundo a assessoria, o pedido de afastamento do prefeito foi publicado no Diário Oficial do estado em março desse ano, após ter sido dada a entrada no ano passado, pouco depois de sua posse como prefeito, ocorrida em 23 de agosto.

Um segundo pedido aconteceu em setembro do ano passado e outro em fevereiro desse ano, por conta do estado não ter dado baixa no primeiro encaminhamento.

O documento apresentado pela assessoria foi protocolado no Complexo Hospitalar Regional de Patos Deputado Janduy Carneiro-CHPDJC, datado do dia 05 de fevereiro.

A DENÚNCIA

A denúncia do pré-candidato aponta que o prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, continua acumulando cargos, mesmo já tendo sido notificado sobre isto, por pelo menos um órgão de fiscalização e controle, com dados do sistema Sagres Online, do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), onde aparece Ivanes recebendo renumerações como gestor municipal e como médico vinculado a Secretária Estadual de Saúde.

Patosonline.com