BrasilPolicial

Assassino afirma que agiu sozinho após matar quatro estudantes em escolas no ES

ÓTICAS GUIMARÃES

O jovem que assassinou quatro pessoas em duas escolas na cidade de Aracruz, Espírito Santo, deu depoimento à polícia após as mortes. Quem informou à imprensa foi o governador do estado, Renato Casagrande (PSB), o qual também adiantou que, apesar da confissão, as investigações continuam.

“Ele disse que agiu sozinho, mas isso não é suficiente para a polícia. A polícia vai de fato fazer toda a investigação técnica”, informou o governador do Espírito Santo.

A investigação vai procurar responder o porquê do assassino de 16 anos já conseguir dirigir e ter acesso a um veículo e ter habilidade para manusear armas de fogo. Além disso, a polícia deve correlacionar os ataques à presença do jovem em grupos extremistas. No dia do crime, ele usava vestimentas com um símbolo nazista.

“A investigação que vai dizer como ele com 16 anos tinha tanta habilidade com armas e como ele conseguiu carregar e recarregar”, disse o governador”, disse o governador. “Nós temos acesso ao seu telefone, aos seus computadores, aos interrogatórios, então é um processo de investigação pra ver se ele tinha algum envolvimento com algum grupo de fora neonazista”, continuou.

O pai do assassino é um policial militar, e a arma utilizada nos ataques eram, de fato, pertencente ao oficial. Por ter 16 anos, ele vai responder por ato infracional análogo a três homicídios e a 10 tentativas de homicídio qualificadas. Selena, Maria da Penha e Cybelle morreram no local, enquanto a professora Flávia faleceu no sábado (26).

Fonte: MaisPB com g1


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo