• Dra Milena
Gerais

Artistas se despedem de Derréis e lembram como foi conviver com o músico

ÓTICAS GUIMARÃES

Na tarde desta sexta-feira, dia 22, a cidade de Patos se despediu do músico Derréis e em clima de grande comoção, familiares, amigos e classe artística prestaram suas últimas homenagens ao autor da música “na tampa da lata”.

O secretário de Cultura, Turismo e Esporte da cidade de Patos, Zeca, participou do programa Espinharas Notícias e lamentou a morte do artista.

“A morte de Derréis representa para nós um momento de muita dor, mas ao mesmo tempo também nos serve de exemplo a sua vida de dedicação , sua vida de luta, sua vida mesmo diante das dificuldades que sofrerá, em termos econômicos ou de reconhecimento do seu trabalho, ele continuar exercendo a sua arte livremente. A gente deixa nossa homenagem a esse grande artista e ativista cultural representante da nossa cultura, que vai ficar estampado, gravado na história”, disse Zeca.

Veruza Guedes, diretora do documentário “você conhece Derréis?” lembrou da alegria de traduzir para o cinema a arte do músico.

“Fico feliz de conseguir traduzir para o cinema, o que eu tentava desde 2011 quando passei a conviver mais de perto com ele, tive esse privilégio de me tornar amiga dele e de compartilhar com ele muitos sonhos. Conseguimos realizar o filme com muito sacrifício. Um curta metragem que circulou o país inteiro e a ideia era que ele pudesse ir o mais longe pra realizar o sonho dele de ser reconhecido como artista e a gente conseguiu. Era o que ele mais queria, ser homenageado em vida e ele teve essas homenagens”, lembrou Veruza.

A fotógrafa e produtora cultural, Sara Andrade, produziu recentemente o DocShow Derréis, filmado na Pedra do Tendó onde também levou às telas a arte do músico.

“Foi bem importante e desafiador poder documentar e comemorar em vida a vida de Derreis, que é uma figura que marcou a cultura de Patos, foi e ainda é de grande importância pra gente refletir sobre o artista local. O falecimento de Derréis tem sido simbólico pra gente pensar sobre a valorização da cultura popular na nossa cidade. Muita coisa poderia ter sido diferente e Derréis deixa essa mensagem” lamentou Sara.

Durante todo o dia, artistas e admiradores participaram do velório do artista no Centro de Cultura e fizeram homenagens a Derréis. O corpo do músico foi sepultado no cemitério São Miguel no bairro Belo Horizonte.

Por Wânia Nóbrega – Patosonline.com


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo