• Dra Milena
Policial

Após inspeção, juiz aponta diversas falhas na estrutura da cadeia de Itaporanga

Conforme Eugênio, é necessário haver uma medida de emergência para que os demais apenados. igualmente, não escapem

ÓTICAS GUIMARÃES

O juiz de Direito Antônio Eugênio, da 2ª Comarca de Itaporanga, no Vale do Piancó, esteve realizando uma inspeção na cadeia pública na manhã deste sábado (22) e apontou uma série de falhas na estrutura da unidade prisional. Acompanhado de oficiais de justiça e policiais penais, o magistrado afirmou que a prisão tem um sistema de segurança fragilizado, o que facilitou na fuga de sete detentos na noite dessa sexta-feira (21).

Conforme Eugênio, é necessário haver uma medida de emergência para que os demais apenados. igualmente, não escapem. Para isso, ele afirmou que já oficiou o secretário de segurança pública penitenciária do estado, abrindo uma sindicância.

O juiz também criticou a localização da referida prisão, que fica encravada no centro comercial da cidade. “A cadeia de Itaporanga tem mais de 30 anos e é uma cadeia mal localizada. Em segurança pública, isso aqui não deveria existir”, afirmou.

Sobre a estrutura física, o magistrado ironizou a segurança interna em relação às paredes do local, que estão inadequadas. “Se esses presos quiserem derrubar de pé uma parede inteira, eles derrubam. E agora estão sabendo que podem. Se a cela 4 (vão que foi cavado pelos detentos) pode, a 5 também pode”, disse.

Em medida extrema, Eugênio afirmou que vai pedir a interdição da cadeia. Segundo ele, a forma é drástica, no entanto, se não houver uma providência, Itaporanga poderá ficar sem cadeia.

Durante a vistoria, o magistrado ressaltou ainda que o município tem registrado alto número de integrantes de facções criminosas e isso pode refletir no espaço do local, uma vez que não cabe mais detentos na unidade, que abriga, atualmente, 75 presos.

“Se prender mais sete pessoas, eles não têm onde botar. Vão colocar onde? Dentro da diretoria? Ou violar todos os direitos?”, questionou.

Eugênio disse também que vai entrar em contato com o Ministério Público da Paraíba para eles ingressarem com as medidas judiciais contra o Estado para que faça o que é necessário.

A cadeia de Itaporanga atende a diversas cidades da região do Vale do Piancó, e, nos últimos anos, tem tido uma alta demanda de presos.

DiamanteOnline


Mostrar mais
Botão Voltar ao topo