Após denúncia, Polícia Militar trabalha para dissipar evento político com aglomeração no Sertão. Veja os detalhes



Na noite desta sexta-feira, 13, por volta das 20 horas, guarnições policiais do 14º BPM, juntamente com Representantes da Justiça Eleitoral da 63ª Zona, realizavam fiscalizações e abordagens na cidade de Nazarezinho com objetivo de coibir irregularidades na propaganda praticada pelas coligações que disputam a eleição local, quando a guarnição da cidade de Aparecida solicitou um apoio em razão de estarem sendo hostilizados por pessoas que participavam de um evento político na cidade.

A viatura de apoio se deparou com uma passeata com aglomeração de pessoas, todas sem máscaras, várias motocicletas em buzinaço conduzidas na cadência de uma “batucada”, um dos participantes soltando fogos de artifício próximo ao Posto de combustível colocando em risco a vida de todos, inclusive da equipe da Justiça e dos próprios policiais militares. ⁣⁣

Diante da situação e com base nas filmagens e fotos feitas pela equipe da justiça Eleitoral que acompanhava a guarnição da PM, o Excelentíssimo Juiz Eleitoral emitiu decisão ordenando que o evento fosse cessado.  Imediatamente a guarnição e a equipe da Justiça Eleitoral deslocaram-se com o intuito de notificar os organizadores do evento e o próprio candidato a prefeito para dar-lhes ciência da decisão.

Chegando ao local, a Oficiala de Justiça foi recebida de forma desrespeitosa pelo candidato a prefeito, a multidão não obedecia, havia uma grande aglomeração, arremesso de objetos contra a guarnição policial, até que em dado momento um segurança da campanha empurrou um policial militar, e foi preciso intervir com uso de espargidor para dissipar a multidão enfurecida, momento este em que o candidato evadiu, não sendo mais localizado.

A guarnição permaneceu na Cidade até a total dissipação da aglomeração, foram apreendidos fogos artificiais pela Oficiala de Justiça e uma motocicleta sem o cano de escape pela Polícia Militar. Posteriormente A Polícia Militar foi informada que os organizadores daquela turba também tinham sido repreendidos por Policiais Rodoviários Federais a respeito da obstrução da BR 230 e da utilização de paredões de som na pista de rolamento.

Com informações da Polícia Militar