Policial

Agricultor é acusado de estuprar e engravidar adolescente de 12 anos

O agricultor José Luís Filho, 55, mais conhecido como Duda Vieira, está sendo acusado de estuprar e engravidar uma menina de 12 anos com problemas mentais, no Sítio Bodopitá, município de Queimadas.

O fato aconteceu há cerca de três meses e ele foi preso depois que a menina, mesmo com dificuldade de falar, denunciou o fato a uma prima. A avó da criança, Maria Alves Virgínio, 67, está sendo acusada de abandono. O caso está sendo acompanhado pelo Ministério Público.

O crime foi descoberto depois que a uma prima e madrinha da menina, Maria de Fátima Silva, 45, ouviu comentários de que sua sobrinha estava grávida. “Um agente de saúde da região me contou que os moradores já estavam comentando a gravidez da menina e fui lá imediatamente. Logo que cheguei percebi um comportamento estranho e levei a criança numa médica aqui da cidade. A médica disse que ela precisava de uma curetagem”, lembrou.

A mãe da criança, Maria Alves Batista, 40, abandonou a família e o marido, Laildo Virgínio, 42, que também apresenta problemas mentais, há vários anos. “Ela foi embora pra Brasília e a menina ficou com a avó. Nós não tínhamos como tirar a criança de lá, mas depois disso, vamos levá-la para nossa casa”, comentou Maria de Fátima.

O agricultor e a avó da criança estão presos na cadeia de Queimadas. O acusado negou que tivesse violentado a menina e apontou dois outros homens como autores do crime. “A menina vivia solta na região, ia pescar no rio com Paulo e Cassimiro. Teve um dia que vi quando ela voltou meio transtornada do rio”, falou.

A delegada Kassandra Maria Duarte Guimarães, disse que os dois responderão ao processo em liberdade. O promotor de Queimadas, Márcio Teixeira de Albuquerque, está acompanhando o caso.

Katiúscia Formiga

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close