Agora é oficial: Presidente da Câmara de Patos anuncia ingresso no PMDB



O Prefeito de Patos, Nabor Wanderley, disse de Brasília onde está em busca da liberação de recursos para o município, que ainda não definiu a data que marcará a filiação no PMDB, do presidente da Câmara Municipal de Patos, Marcos Eduardo, que deixou o PSDB dias atrás.

O prefeito afirmou ainda que no mesmo dia, ainda em setembro, se filiarão o vereador Espedito Simões(Pipi) e Juliana Sátyro, filha da secretária de Ação Social e ex-vice-prefeita de Patos, Elizabeth Sátyro. "Queremos fazer uma grande festa", completou ele.

Nabor não poupou elogios ao presidente da Câmara. "Ele é um grande amigo, homem sério que vem fazendo um trabalho exemplar na Câmara. Mesmo quando era da oposição, sempre procurou ajudar a cidade de Patos, sem impedir que projetos importantes fossem aprovados. Com Marcos, o partido estará muito mais forte nas próximas eleições", completou.

O prefeito disse que o mesmo poderia dizer de Juliana e Pipi que fazem grandes trabalhos sociais onde eles atuam.

A definição da ida do presidente Marcos Eduardo para as hostes do PMDB patoense aconteceu na última sexta-feira, no restaurante Alguidar, localizado na Avenida Pedro Firmino em Patos, e que contou com a interferência com do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital e do deputado Federal Vital do Rego Filho(Vitalzinho) (PMDB), apoiado por Marcos nas ultimas eleições. Ambos estiveram presentes no jantar com o prefeito Nabor.

Marcos confirmou que já vinha mantendo entendimentos com o prefeito já que estava bastante insatisfeito com o seu partido, principalmente com o deputado Dinaldo Wanderley, que segundo ele, não deu o prestígio necessário nas ultimas eleições. "Fui escanteado em 2006. E não me restou outra saída senão seguir outro rumo", afirmou Marcos dizendo já tinha recebido convite também da deputada Francisca Motta, de quem recebeu rasgados elogios.

O presidente disse ainda que o que levou o partido a negar até palanque em 2006 foi o fato dele ter apoiado o então candidato a deputado federal do PMDB, Vital do Rego Filho, e isso lhe rendeu duras críticas pela direção regional do partido. Dias depois da eleição em um discurso na Câmara, Marcos Eduardo, anunciou o rompimento político com o deputado Dinaldo Wanderley (PSDB), afirmando que tinha sido tratado com desdém nas eleições estaduais de 2006, pela cúpula do partido.

Marcos Eduardo elogiou a postura transparente do prefeito Nabor Wanderley e a forma como ele vem administrando o município. "Nabor, Veneziano e Ricardo Coutinho são jovens políticos que estão dando uma aula de administração a muitos que já militam na política a muito mais tempo", assegurou ele.

Nabor confirmou que está conversando com outras lideranças a fim de fortalecer o PMDB e a base aliada com vistas ao pleito de 2008. "Não podemos dizer ainda quem são os nomes, mas os entendimentos existem e devemos anunciar novos nomes até o fim de setembro", garantiu ele.