Agentes penitenciários também estão entre os presos da Operação Hidra



Cinco agentes penitenciários já foram presos durante na operação desencadeada desde as primeiras horas desta quarta-feira, 21, na região do Sertão paraibano. Eles estão sendo acusados de facilitar a saída de presos e entrada de drogas nos presídios.

A operação, batizada de “Hidra” foi desencadeada, segundo o coronel José Almeida Rosas, comandante do policiamento da região metropolitana do Sertão, após levantamento feito através de investigações que detectaram corrupção nos presídios.

Os alvos principais da operação são os presídios de Patos, Sousa e ainda nas cadeias públicas de São Bento e ainda a cidade de São José do Egito, em Pernambuco.

O coronel Almeida disse que durante as investigações foi descoberto que os agentes facilitavam a saída de presos até para cometer homicídios, tanto na Paraíba como no vizinho estado.

Nas investigações os policiais filmaram agentes penitenciários escoltando presos para praticarem assassinatos. O coronel Almeida informou ainda que, além da Polícia Militar, a operação conta com a participação de agentes da Polícia Civil, Rodoviária Federal e policiais militarem de Pernambuco.

A operação foi batizada de “Hidra” que era um animal da mitologia grega com várias cabeças de serpente, sendo uma delas imortal e corpo de dragão e, como a criminalidade oriunda dos presídios tinham várias cabeças recebeu esse nome.

Cardoso Filho
WSCOM Online