Advogados de coligações rivais divergem opiniões e comentam suspensão de adesivaço no último domingo (27). Ouça



Dr. Alexandro Lacerda, advogado que representa a coligação Patos Competente, que tem como candidato a prefeito Nabor Wanderley, explicou que a proibição do adesivaço da coligação Pra Devolver Patos ao Seu Povo, pelo Ministério Público, tratou-se de uma medida direcionada para proibir aquele ato político.

Lacerda argumentou que o adesivaço da coligação Pra Devolver Patos ao Seu Povo, foi planejado com atitudes que foram de encontro à legislação eleitoral e contra os protocolos de prevenção contra o novo coronavírus, uma vez que pretendia fazer um ato de aglomeração de pessoas.

Segundo afirmou Alexandro Lacerda, a representação foi desrespeitada e por isso a suspensão foi realizada devido ao receio de pagamento de multa no valor de 100 mil reais.

Advogado justifica suspensão>

Alexandro Lacerda

O advogado Taciano Fontes, que está fazendo a assessoria jurídica coligação Pra Devolver Patos ao Seu Povo, explicou que a quantidade de carros que iria participar ultrapassou os 1.500.

Mesmo escolhendo o Terreiro do Forró para dar maior espaço para os participantes do adesivaço, a coligação resolveu suspender e planejar a realização de outro evento com pontos distribuídos em vários pontos da cidade.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Taciano Fontes

Matéria por Patosonline.com