Policial

Advogados apresentam relatório do Ibope com números diferentes dos divulgados na sexta-feira

ÓTICAS GUIMARÃES

Os advogados da Coligação “Uma Nova Paraíba” ingressaram na manhã desta segunda-feira (30) com uma ação no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contestando o resultado da pesquisa Ibope divulgada na última sexta-feira (27) pela TV Cabo Branco. Segundo o advogado Fábio Andrade, foi apresentado hoje ao TRE dois relatórios contendo dados que comprovam uma suposta fraude nos números já que o resultado não se assemelha aos divulgados na última sexta-feira.

“Estamos apresentando a Corte Eleitoral dois relatórios que mostram uma desvirtuação dos números da pesquisa Ibope na Paraíba. Queremos que o TRE peça explicação ao Instituto de Pesquisa sobre a diferença. Se constatado a fraude pedimos a penalidade para os responsáveis com base na lei eleitoral”, revelou o advogado.

Fábio Andrade lembrou ainda que manipulação de pesquisas eleitorais é crime, passível de até um ano de detenção. Caso seja comprovada a distorção das informações divulgadas da referida pesquisa, o instituto também poderá pagar multa de até 100 mil UFIRs, terá que veicular os dados do segundo relatório da pesquisa.

“É preciso dar um basta neste tipo de situação na Paraíba. A partir de agora iremos olhar com outros olhos todas as pesquisas realizadas pelo Ibope no nosso Estado. A população não pode e não merece ter acesso a informações que não são verdadeiras”, concluiu.

Nos documentos apresentados na manhã de hoje estão números de duas pesquisas realizadas pelo Ibope na Paraíba no mesmo período, mas com resultados diferentes para os candidatos ao Governo do Estado e ao Senado Federal. Segundo informações não oficiais, a diferença entre as duas pesquisa seria o percentual de votos que teria sido retirado do candidato do PSTU, Marcelino Rodrigues;  do candidato do PSOL, Nelson Júnior e também de Ricardo Coutinho (PSB). Os pontos percentuais teriam sido acrescidos ao percentual final do candidato, José Maranhão (PMDB).

PolíticaPB

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios