Acusado de participação na morte de Itó Morais é absorvido



O empresário Linaldo Dantas foi absolvido ontem, por quatro votos a três, pelo Tribunal do Júri Popular realizado no Fórum Criminal, em João Pessoa.

Linaldo era acusado de envolvimento na morte do ex-prefeito de Santa Luzia, Airton Pereira de Morais – o Itó Morais – e de seu motorista João Ribeiro dos Santos. O julgamento durou nove horas e foi acompanhado por familiares de Itó e de Linaldo.

De acordo com o juiz, João Alves da Silva, o advogado de defesa, Daniel Chacon, apresentou provas e testemunhas que isentaram Linaldo Dantas da morte Itó Moraes e João Ribeiro. “Os argumentos do advogado, através de fitas K7 e provas testemunhais conseguiram provar que Linaldo não contribuiu para a morte do ex-prefeito e do motorista.

O último julgado do caso Itó Moraes será “Miltinho”. O processo está no Supremo e não tem data marcada para o julgamento em João Pessoa”, declarou o juiz. O julgamento foi presidido pelo juiz João Alves da Silva, titular do Primeiro Tribunal do Júri da capital.

Bartolomeu Honorato