Acusado de matar esposa em Condado tem prisão mantida e é encaminhado para Presídio de Patos



Juberlândio Soares de Melo, acusado de matar sua esposa com pelo menos dez golpes de faca na cidade de Condado, foi encaminhado para o Presídio de Patos após passar por audiência de custódia. Ele foi preso nesta quinta-feira (29) após se apresentar à polícia e passou por audiência de custódia na manhã desta sexta-feira (30).

O delegado George Wellington confirmou que Juberlândio irá “responder ao processo preso”, após ter sua prisão preventiva mantida pelo juiz de custódia. O processo contra Juberlândio corre na comarca de Malta, que é a competente pelas causas da região de Condado.

“O juiz de Malta, que é juiz em Patos também, entendeu que era melhor ele ficar preso no Presídio de Patos, até para garantir a integridade”, comentou George Wellington. O delegado considerou ainda em entrevista ao ClickPB que a decisão do juiz foi acertada em razão da “gravidade do crime e a repercussão que o crime causou na região”.

Em depoimento prestado à Polícia Civil, Juberlândio confessou que matou a esposa. Ele alegou que estava trabalhando em São Paulo e enviou R$ 7 mil em dinheiro à esposa para que ela fizesse investimentos mobiliários. No entanto, Juberlúcia Oliveira da Silva não efetuou a compra da casa e ainda teria gastado todo o dinheiro, se recusando a devolver.

Após isso, Juberlândio sustenta que retornou a Condado para cometer o crime. Ele matou a esposa com mais de dez facadas e ainda esfaqueou sua enteada no pulmão. Apesar de esta ter sido a versão dada pelo acusado, a polícia não descarta outras linhas de investigação e outras motivações para o crime.

ClickPB




Em cumprimento à Legislação Eleitoral, o Portal Patosonline.com não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2020 se encerrarem.