Policial

Acusado da morte de Tarciana está sendo julgado hoje em Patos

Teve início ás 8h o julgamento de Rosimiro Sales de Assis, acusado de assassinar, com três tiros, Tarciana Torres Medeiros de 43 anos.

O crime aconteceu em abril do ano passado e segundo informações de familiares da vítima, teria sido causado, após Tarciana ter acabado o relacionamento que mantinha com o acusado.

 

Os amigos e familiares realizaram, antes do julgamento, um ato público pedindo Justiça no caso. Também no último sábado, os familiares realizaram uma caminhada pelas principais avenidas da cidade contra os atos de violência praticados contra as mulheres, além de pedir Justiça no caso de Tarciana.

 

Para mobilizar a população, uma comunidade em uma página de relacionamentos da Internet foi criada e um vídeo foi publicado com informações sobre o crime. “Não devemos nos calar, nós queremos com isso pedir Justiça dentro desse crime bárbaro.

 

Antes do julgamento continuaremos a mostrar nossa revolta e nosso pedido com o manifesto em frente ao Fórum”, afirmou o filho da vítima, Tássio Torres.

 

Até o meio dia foram ouvidas 3 testemunhas de  defesa em seguida foi facultada por duas horas  a palavra ao Ministério Público representado  pelo   promotor Dr. Nilton Carneiro  Vilena.

Jamerson Ferreira

 

Confira a reportagem produzida na época do crime


Dona de casa é assassinada com quatro tiros na cabeça

A dona de casa Tarciana Torres Medeiros, de 45 anos, foi assassinada com quatro tiros na cabeça na noite desta segunda-feira (30), no bairro de Salgadinho, em Patos, no Sertão paraibano. O taxista Rosimiro Sales de Assis, de 46 anos, está preso como o autor do homicídio.

A polícia ficou sabendo do assassinato através de uma ligação anônima. O denunciante informou para o Copom que ouviu o barulho dos tiros na direção da Barragem dos Cachorros e em seguida o barulho de uma moto saindo do local.

A viatura 0850, comandada pelo sargento Lustosa e outras viaturas de serviço se dirigiram ao local e encontraram Tarciana já morta, com quatro tiros na cabeça.

Policiais do Serviço de Inteligência foram chamados e ao chegar encontraram o celular de Tarciana ao lado do corpo. A equipe rastreou as ligações e chegou até o acusado, que foi encontrado em casa, completamente bêbado.

Rosimiro contou para os policiais que havia rompido há poucos dias um relacionamento amoroso com a vítima. Apesar de ter negado a autoria do homicídio, os policiais deram voz de prisão ao taxista, que está preso desde a madrugada de hoje na Delegacia de Patos.

Tarciana tinha três filhos de um casamento com um ex-vereador do município de Mãe D’Água, no Sertão paraibano.

Edilma Mota – Correio da Paraíba

 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
close