Ação contra bando que assaltava bancos no Sertão teve mais de seis meses de planejamento. Delegado e comandante da CPR II explicam. Ouça



Coronel Campos, comandante do CPR II, concedeu entrevista a imprensa local na manhã de hoje, dia 25, e na oportunidade falou detalhes sobre a operação policial desencadeada na madrugada desta sexta-feira (25), que resultou na prisão de 16 pessoas acusadas pela prática criminosa de assaltos às agências bancárias e carros fortes na Paraíba e ainda em outros estados.

Segundo informou Campos, a operação contou com a participação de quase 200 policiais militares, policiais civis e policiais rodoviários federais, além do corpo de bombeiros.

Uma investigação de mais ou menos seis meses de duração fez com que os policiais Identificassem locais onde os supostos criminosos estavam escondidos. Com eles, as polícias encontraram um grande arsenal de armas pesadas e materiais que provavelmente serviam para facilitar a ação do bando na região de Patos e em outras localidades.

De acordo com Coronel Campos, o fato dos criminosos conhecerem bem as rotas de fuga e ainda contar com abrigo em casa de pessoas que eram usadas como cúmplices, dificultava a ação da polícia. Porém, uma investigação minuciosa conseguiu êxito na identificação da quadrilha.

Já o delegado da Polícia Civil de Patos, Diego Beltrão, detalhou que as investigações apontaram para um grupo composto por paraibanos e até de São Paulo, que estaria cometendo diversos crimes dessa natureza aqui no estado.

Ele também informou que outros pessoas podem ser presas a qualquer momento, uma vez que a operação ainda será concluída.

Ouça mais detalhes nas entrevistas que seguem abaixo.

Matéria por Patosonline.com

Áudio de Airton Alves (Rádio Espinharas)