comentários  

08 de dezembro de 2018, 09:22

Polícia Militar apreende fuzis AK-47 e AR-15 e 17 quilos de crack após perseguição e tiroteio


Um armamento de guerra e 17 quilos de crack foram apreendidos durante uma perseguição policial que acabou em acidente de trânsito, tiroteio, prisões e um bandido ferido no Grande Recife. Na ação, em Jaboatão dos Guararapes, policiais militares encontraram dois fuzis, um AK- 47 e outro AR-15, além de 126 balas de calibres 7,62, e 5,56, compatíveis com as armas. (Veja vídeo acima).

A operação ocorreu na noite de quarta-feira (5) e teve os detalhes revelados em entrevista coletiva, na manhã desta quinta (6), no Quartel do Derby, no Recife. De acordo com a PM, os fuzis têm alto poder de fogo e capacidade para disparar projéteis até 500 metros de distância.

"São armas normalmente usadas por quadrilhas que atuam em crimes contra instituições bancárias. Com os tabletes de crack, seria possível produzir 85 mil pedras da droga" , afirmou o tenente-coronel Cleto Ribeiro, comandante do 6º Batalhão da PM, responsável pela operação.

Durante a ação, dois bandidos foram presos, sendo que um deles ficou ferido por disparo de arma de fogo. Ele está sob custódia no Hopsital da Restauração (HR), no Derby, na área central do Recife. O terceiro homem que particiopou do confronto com a PM conseguiu fugir.

Segundo o tenente-coronel Cleto Ribeiro, o bandido ferido é Fagner da Silva, de 28 anos. "Ele estava ao volante e portava um dos fuzis durante a perseguição policial. Ficou ferido, mas não corre risco de morrer", comentou o comandante do 6º BPM.

Também foi preso Ismael Chagas Júnior de 25 anos, que já tinha passagem pela polícia por receptação. "Ele prestou depoimento, mas não deu mais detalhes sobre a origem e o destino das armas e da droga", comentou o comandante do 6º BPM.

Ação A operação da PM começou quando uma equipe da Patrulha do Barirro, que faz rondas em Jaboatão, desconfiou da atitude dos ocupantes de um veículo prata, que trafegava pela Estrada da Batalha. Ao perceber a ação da PM, segundo Cleto Ribeiro, o motorista acelerou, partindo em direção à rodovia BR-101.

"Ao fazer uma curva, no bairro de Comportas, ocorreu o acidente. "Ele bateu na proteção lateral da BR-101. O homem que estava no banco traseiro usou uma pistola para enfrentar a PM, mas os outros não conseguiram atirar com o armamento de grosso calibre", comentou o comandante do 6º BPM.

Para o tenente-coronel, os bandidos devem ter ficado atordoados com o acidente de trânsito e, por isso, não usaram os fuzis. "O pessoal da Patrulha do Bairro agiu rápido e conseguiu impedir que eles atirassem com o armamento pesado.", comentou Ribeiro.

O tenente-coronel disse, ainda, que durante a investigação, que ficará a cargo da Polícia Civil, será possível saber qual era o plano dos bandidos. "Parece que era uma ação de transporte de armas e e droga, mas precisamos ter mais informações para saber de quem são todos esses materiais", observou.

Imagem: PMPE/Divulgação

As informações são do G1 PE

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.