comentários  

12 de julho de 2017, 08:42

Analisando



 

Participando de mais uma edição das festividades juninas de Patos, pude observar, num contexto geral, a organização desse ano. Quem organizou não sei, mas não poderia deixar de fazer esse registro. Existiram algumas falhas, porque nem sempre tudo sai perfeito, porém as virtudes se sobressaíram. 

 Como jornalista não precisei andar muito e nem tão pouco estar de plantão nos palcos da vida para pegar ou não fala de artistas, meu papel, ali, era cobrir o evento independente de falar ou não com tais “estrelas”. Cada um tem sua forma de se apresentar e falar com quem acha que deve. Nem por isso posso deixar de cobrir o evento. Desculpem-me alguns colegas, não podemos misturar cobertura jornalística com tietagem. Esse não é nosso papel. O evento foi um sucesso total e nunca o jornalista teve tanto trânsito livre como esse ano. Esse é meu ponto de vista.

 

 Deboche

 

Eu cresci ouvindo rádio e sempre procurei acompanhar atentamente os jornais. Achei e continuo achando que o departamento de jornalismo é o coração de uma emissora. Tudo que sai dali deve ser medido e contado com total responsabilidade e, acima de tudo, seriedade. Alguns, ainda colocam em prática, e com ética, esses bons costumes. Outros, por sua vez, estão atropelando tudo, transformando jornalismo em DEBOCHE.  Como podemos acreditar numa notícia ou num apresentador que faz jornalismo com deboche? Jornalismo é coisa séria! É assim que aprendi e sempre procurei colocar em prática ouvindo ambas as partes para, assim, fazer com que a notícia fosse transparente, e, não tendenciosa.

 

Lastimável

 

A que ponto chegou nosso Legislativo? Por onde passamos, só ouvimos críticas aos parlamentares. Chegando a ser taxada como uma Câmara medíocre e com poucos parlamentares com formação profissional. As sessões são um verdadeiro picadeiro, onde alguns vereadores, principalmente da oposição, ao usarem a tribuna, são vaiados por “torcidas organizadas” contrárias aos seus propósitos. A oposição cumpre com seu papel. Isso chama-se falta de educação e excesso de bajulação. Uma administração sem oposição não termina bem. Sabemos bem disso.

 

Vergonhoso

 

 

É vergonhoso como é colocada em prática na cidade de Patos, a “Lei” de Proteção aos animais. Aliás, esta, não é e nunca foi colocada em prática. Diariamente, os mesmos são brutalmente maltratados e cruelmente assassinados sem que ninguém sofra nenhuma punição. São como se os animais fossem meros objetos descartáveis e sem o mínimo de valor. Apelar para quem???

 

Dificuldade de pauta???

  

 

Pelo amor de Deus! O prefeito de Patos Dinaldo Wanderley Filho (Dinaldinho), ainda tem 3 anos e 6 meses para administrar essa cidade e já tem companheiros da imprensa lançando diariamente nomes à sua sucessão. Numa cidade com tantos problemas e com pautas ricas em assuntos de interesse da coletividade, porque não explorá-los e esquecer um pouco a sucessão municipal? Só sabem fazer política? Deixem o homem trabalhar.

 

 

 

 

As bases 

Os deputados Hugo Motta (Federal) e Nabor Wanderley (estadual), ambos do PMDB, estão de vento em popa em visitas às suas bases, já visando o pleito do próximo ano. Prestigiaram as festividades juninas de Patos e região.

 

 

 

 

 

 

 

 

Poucas vagas

 

A cidade de Patos, com mais de cem mil habitantes, possui um número de vagas em estacionamento para deficientes e idosos insignificante e vergonhoso, e, as poucas existentes, dificilmente são ocupadas por estas esquecidas categorias. Os caras de pau estacionam sem se importar em ocupar as vagas especiais e nem sempre são punidos. Se houvesse uma melhor sinalização, fiscalização e uma punição efetiva, talvez a coisa se invertesse.

 

Prestigiadíssimo

 

O São João da OAB de Patos, que já entrou para o tradicional calendário de festejos juninos, esse ano foi prestigiadíssimo, não só pelos advogados, como também pela alta cúpula da OAB estadual, através do seu presidente Paulo Maia e demais assessores, como também por políticos, empresários, e convidados. O evento ocorreu Coliseum Steak House e bombou. Parabéns ao presidente da Subseção local, Paulo Medeiros.

 

 

Santa Gertrudes

 

 

Esse ano, a Prefeitura de Patos resolveu encerrar as festividades juninas de 2017, com absoluto sucesso, no Distrito de Santa Gertrudes na última quinta feira (06), com a apresentação de várias atrações a exemplo de Brasas do Forró. Esse Distrito antes esquecido, enfim foi lembrado...

 

 

 

 

 

 

Patos Fest

 

 

Depois de muitos anos adormecido, volta o Patos Fest. A nova edição está marcada para o mês de outubro e conta com várias atrações de peso, a exemplo do Bell Marques, Claudia Leite e Harmonia do Samba. A organização está animadíssima...

 

 

E os demais?

 

 

Fora a vereadora Lucinha Peixoto, quais são os demais vereadores da bancada de oposição em nossa cidade? Lucinha diariamente está na mídia enquanto os demais, se existirem, em muito vem deixando a desejar... Estariam migrando??

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Especulação

 

 

Não é a primeira vez que a mídia local anuncia que o prefeito Dinaldinho fará mudanças no seu secretariado. Até o presente, tudo não passa de mera especulação e o time continua o mesmo que entrou em campo em janeiro. Não tem o que mudar.

 

 

Em boa mãos

  

 

Alguns companheiros nos bastidores continuam colocando em dúvida a permanência do jornalista Luis Gonzaga Lima de Morais frente à Coordenação de Comunicação da Prefeitura local. Não entendo o porque disso. Gonzaga é um profissional de alta competência e é um luxo tê-lo na comunicação da administração. O conheço de longas datas e, sei que, por onde passou, não só deu conta do recado, como também construiu boas e longas amizades. É a síndrome da compulsão pela falta da milharina...  Calma gente.

 

Só passou

 

 

Uma equipe da Prefeitura de Patos fez, na última semana, a poda das árvores do Canal do Frango, porém deixaram, até o presente momento, a sujeira proveniente do serviço ali mesmo no local. Meia sola...

 

 

Coluna Osvaldo Medeiros

 

Jornalista

 


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.