comentários  

07 de fevereiro de 2013, 08:32

Desrespeito ou afronta?


Enquanto a periferia e zona rural de São José do Bonfim passa fome e sede, a Prefeitura, numa das piores afrontas, realiza de 10 a 12 de fevereiro seu tradicional Bonfim Folia. Inclusive com concurso que elegerá o abadá mais bonito, a virgem louca, e a rainha do carnaval com prêmio em dinheiro que num total chega a bagatela de R$1.800,00. Dinheiro esse que dava justamente para ajudar no abastecimento d’água e cesta básicas de muitos locais da zona rural que somente são lembrados pelo grupo que a tanto tempo está no poder, na época de campanha. Enquanto isso o que se vê nesses locais é somente tristeza e abandono. Um verdadeiro cemitério de animais mortos e os humanos tendo como única alternativa lamentar as perdas e rezar porque se não chover, poderão da mesma forma ter o mesmo destino dos animais, que por falta de água e comer está sendo dizimados aos poucos.

       Opinião contrária é a de Patos, onde a prefeita Francisca Motta, quando cobrada pelos os organizadores das festividades momescas sobre ajuda para os blocos, não hesitou. De pronto respondeu (NÃO).  Pois, foi taxativa que a época não estava para frevo e sim para acudir os necessitados da seca. Decisão essa louvável e aplaudida por todos os segmentos da sociedade, tendo em vista que o tempo não está para brincar e sim resolver as prioridades atuais que é justamente socorrer os necessitados irmãos sofredores dessa tão cruel e devastadora seca que tanto tem causado dor e sofrimento. Quem está com a razão?

Parabéns

       Os parabéns da coluna para a academia MOVIMENT, que justamente hoje completa 18Professor Nêgo anos de existência tendo a frente o ético e dinâmico professor Nego. Formado em Educação Física e justamente por isso, que até hoje continua sendo um profissional respeitado. Passa justamente para seus alunos o que está dentro de suas limitações. Acompanha e orienta seus alunos como assim deve ser. Sempre limitou-se aos ensinamento da academia sem fugir das regras como muitos fazem por ai, indicando remédios e transformando homens e mulheres em verdadeiros robôs humanos. Corpo feminino que antes chamava atenção pelas linhas (modeladas), hoje chamativas pelos exageros. Pior que se submetem a uma lavagem cerebral e ninguém consegue mostrá-la o mal que certos donos de “academia” estão fazendo com elas. Continue assim, Nego. Aplicando somente para seus alunos o que você aprendeu no curso e não tentar fazer ciência como muitos charlatões por ai. Estragando o que antes era bonito. Coitadas dessas pobres na velhice, santo Deus.

Vem tendo resultado?

     O governo faz sua parte, mas pelo visto a população não. O que se gasta com campanhas para se evitar beber, fumar e evitar sexo sem camisinha não é brincadeira. Nem por isso a juventude na sua maioria vem deixando de beber, fumar e fazer sexo sem camisinha. Nos eventos, as camisinhas são usadas como balão e depois de beberem e fumar bastante, vão fazer sexo como Eva e adão. No outro dia, algumas ainda tomam os cuidados de tomar a pílula do dia seguinte, enquanto outras apelam para a sorte escondendo de papai e mamãe.

       Mesmo com o coquetel da AIDS, a mesma ainda está matando mais de 12 mil pessoas por anos só no Brasil. Se a juventude promíscua não está nem aí, com certeza esse número tende a crescer. Em síntese, os milhões de reais gastos com as campanhas estão indo pelo ralo. Pior que as mulheres estão se valorizando menos e bebendo muito mais do que os homens. Até o início da década de 90 ver uma mulher bêbada era coisa rara. Hoje, não só estão bebendo como já estão ultrapassando os homens. Nos eventos que se diga. A cada minuto uma passa carregada nos braços para o SAMU. Não é somente feio como é triste observar uma mulher principalmente jovem, embriagada e exposta publicamente. O que se pode fazer?

Inverno?

            Pelo que se tem de notícias, inverno para tão sofrida nossa região só a partir de março. Assim mesmo abaixo de média. Pergunto, que média? Abaixo do índice pluviométrico do ano passado? Então, na verdade não vai chover. Pois, o ano de 2012, quase chuva aqui não caiu e se for abaixo das registradas ano passado, o que vai chover. Só tem uma solução: Plantar os joelhos no chão e rezar muito para que Deus na sua misericórdia abra as torneiras para nossa região porque caso contrário será uma catástrofe. Com certeza Deus não vai deixar.

 

Osvaldo Medeiros

 


Fotos e vídeos da postagem



Publicidade
Publicidade

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Patos Online suspende a publicação de comentários nas matérias. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto após as eleições de 2018.