comentários  

13 de janeiro de 2013, 14:52

E o nosso trânsito amanhã?


Pelo visto muita gente não tem prestado atenção, mas estamos atualmente com quase 40 mil veículos circulando em nossa Patos para uma população de 100 mil habitantes. Se o número de carros tem crescido acima do esperado, o de motos não só cresceu como já começa a preocupar as autoridades responsáveis pela exorbitante quantidade que existem no momento, afora dezenas de novas que no dia-a-dia estão sendo comercializadas sem o mínimo controle e jogadas nas ruas, muitas em mãos erradas para infernizar ainda mais nosso caótico trânsito.

 

Enquanto muitas cidades em desenvolvimento preparam-se para o crescimento, nossos atuais governantes não pensaram nisso. Ao contrário, os últimos prefeitos a única contribuição que deram foi de contribuir cada vez mais para o caos. Transformando as largas ruas e avenidas de nossa terrinha em vinhetas onde muito mal dar para circular um veículo. Enquanto isso, as calçadas triplicaram desnecessariamente de tamanho, muitas mais largas de que propriamente as avenidas. Com essa nova modalidade de pavimentação, se o trânsito antes não vinha fluindo bem agora, muito pior e futuramente maiores e sérios problemas virão. Da forma como a coisa vem se comportando, sem controle, em poucos anos cada habitante terá um carro e uma moto. Porém, poucos serão os que  vão ter o privilegio de sair de casa. Aonde vai se colocar tantos carros e motos? Sem ciclovia e com essas ruas e avenidas apertadas pode se esperar o quê?

 

Hoje afaga?

Engraçado. O vereador Ivanes Lacerda que na administração Nabor Wanderley era critico número um de sua administração, hoje esqueceu as mágoas, não perdeu tempo e aliou-se ao referido grupo na escolha da nova mesa diretora da Câmara, na qual saiu vice-presidente na chapa da atual presidente vereadora Nadir, cuja eleição foi derrubada na Justiça. Enquanto isso, três aliados do ex-prefeito, vereadores Marcos Eduardo, Jefferson Melquíades e Sales Junior por não concordarem a forma como procedeu para a escolha da mesa, passaram a ser visto pelas próprias lideranças do seu partido (PMDB) como os inimigos de Patos. Será?

Obs: A referida mesa eleita acima teve recentemente seu registro cassado pelo juiz Antônio Maroja, que acatou recurso da oposição onde alega que a chapa eleita foi registrada fora do prazo, dando assim o magistrado um prazo de cinco dias para nova eleição. Como cabem recursos, muita água ainda vai rolar por baixo da ponte.

Desanimados

As vendas de final de ano em Patos não ao foram tão prazerosas como muitos esperavam. Para muitos comerciantes e empresários, a procura não foi tão satisfatória como em anos anteriores. Fluxo mesmo só nas lojas de produtos populares a exemplo dos importados de R$1,99. A queixa foi grande. O que faltou?

Nova seca?

As previsões dos metereologistas não são animadoras com relação à chuvas para nossa região em 2013. Muitos acreditam que o índice pode ser igual ou um pouco maior com relação a 2012. Porém, a seca deve continuar para o desânimo de todos. Esperamos que os meteriologistas estejam enganados, porque se a dose se repetir, os animais serão totalmente dizimados e o êxodo rural será gritante. Nossos mananciais secarão e Coremas, que já está muito abaixo de sua capacidade, poderá também entrar em colapso. A única saída é não perder as esperanças e pedir a Deus para que as coisas se revertam. Deus é pai e não padrasto.

Os demitidos

Essa prática ilegal o TCE deveria não permitir nem antes e muito menos depois das campanhas. Porém, muitos prefeitos de olho no voto das pessoas, principalmente daquelas mais carentes e desenformadas aproveitam que o TCE fecha os olhos e enchem as prefeituras as vésperas das campanhas com contratação ilegal e por cima com promessas de que continuarão no cargo. Logo que passa o pleito e com seus objetivos alcançados, os prefeitos ou seus substitutos usam da mesma forma o órgão acima para afastar sem a mínima piedade.

Se esse tipo de contratação é ilegal, porque as vésperas das campanhas se contratam tanto? Porque o Tribunal de Contas não pune rigorosamente quem descumpre tal resolução não permitindo assim contratação de ninguém que não seja concursada, para dar um basta nessa maldade contra as pessoas que são depois das campanhas jogados nas ruas com falsas promessas que voltarão em breve. Sim, na verdade voltarão, quando se aproximar o próximo pleito quando  mais uma vez seu voto é preciosismo para manter grupos políticos no poder. O povo sim é que tem que acordar para não ficar com filhos no colo depois que vão prá ruas chorando nas portas dos prefeitos. Contratato não tem e nunca teve segurança nenhuma no trabalho. Tantas vezes vote como tantas vezes vão para o olho da rua depois da eleição. O TCE, na ótica de muitos, precisa ver e proibir isso antes e não depois que passam as campanhas. Por quê somente depois?

Carnaval

A prefeita Francisca Motta(PMDB) não deu nenhum sinal verde para as festividades momescas de nossa Patos. Reunida com alguns organizadores do evento foi taxativa em afirmar que estamos na época das vacas magras e a prefeitura não dispõe de recursos para tal evento. Alguns compreenderam e outros não e prometeram colocar o bloco na rua com ou sem o apoio municipal. Com seca não se brinca.


 

Nota vazia

Alguns militantes do PT andaram pelas rodas políticas locais se mostrando insatisfeitos com as indicações da atual prefeita Francisca Motta(PMDB) para compor seu governo. Reuniram-se quase o dia todo e no final emitiram uma nota para a imprensa vista por muitos como vazia, pobre de conteúdo e acima de tudo deixando as decisões nas mãos da prefeita. Finalmente, acharam que na dita nota o referido partido não soube se impor e sim demonstrou por demais fraqueza. E foi?



Avaliar

Avaliar ou criticar a administração da prefeita Francisca Motta agora seria muita burrice. O primeiro ano é para tomar as medidas muita das vezes antipáticas e para ficar a par de como andam as coisas deixadas pelo o ex-prefeito. Embora, claramente, todos sabem que ela não encontrou um mar de rosa como andam por ai dizendo os féis escudeiros do ex, Nabor Wanderley. Os pepinos e abacaxis vão surgindo e ela infelizmente terá que descascar.


Que vergonha

Ouvindo recentemente em uma emissora local o programa de um jovem locutor, lhe digo com toda certeza que fiquei muito envergonhado com sua maneira de agradecer aos seus patrocinadores. Taxou uma bioquímica como Maria de Nazaré e um cidadão dono de uma casa de peças como o mais santo de todos os homens. Inclusive, dizendo de viva voz que o mesmo tinha credito de sobra com Jesus. Logo esse que nunca foi amoroso e nem piedoso com ninguém.

Engana-se

Pode ter certeza que vão quebrar a cara todos que na administração Nabor Wanderley costumavam ditar regras passando por cima até mesmo de tudo aquilo que o mesmo determinava. Esses poucos que estão sendo ainda aproveitados na atual administração, ou se encaixam no que vem determinando a prefeita Francisca Motta, ou caso contrário vão pegar a rural mais cedo. Já avisou que não aceita interferência na sua administração assim como nunca interferiu na de ninguém. Atualmente, quem governa o povo de Patos é ela.

Esteve

O ex-vereador Bivar Duda(PT) de Santa Luzia afirmou que tanto na inauguração da nova agência da Caixa Econômica de Patos como de Santa Luzia esteve prestigiando e divulgando o nome do deputado Luiz Couto. que foi o grande batalhador para que a agência de sua terra fosse reaberta naquela cidade. Foi mérito do deputado Luiz Couto de demais ninguém. Concluiu.

Prata de “casa”

As TVs Cabo Branco/Paraíba prestigiam tanto a prata de casa que é de chamar atenção. Os principais apresentadores (âncoras) e repórteres, com exceção de Siqueira, são todos de outros estados, a exemplo de Minas e Pernambuco, como se aqui não tivesse profissionais à altura. Como “prestigiam” a prata de casa, não é mesmo?

Culpa dele

No meu ponto de vista, todas as pessoas comissionadas e contratadas da Prefeitura Municipal de Patos que foram afastados na administração da prefeita Francisca Motta (PMDB), ao invés de estarem na sua porta chorando para voltar ou lhe criticando, deveriam dar plantão na porta de quem foi o verdadeiro responsável por tudo isso, o ex-prefeito Nabor Wanderley. Esse sim sabia que estava cometendo uma irregularidade, atropelou o TCE, contratou e por fim jogou todo abacaxi nas mãos de quem não tinha nada ver com isso. Sempre foi assim e assim será. O próximo pleito vem ai, não acham?


Adjunta da saúde

A indicação da bioquímica Sheyla  Marinho para adjunta da pasta da saúde local foi visto por muitos como algo acertado. É do ramo e conhece muito bem a referida secretaria. Vai, na opinião de muitos, ser um suporte ideal para Ilanna Motta (secretaria) nas suas saídas em preparação de suas bases para a Casa de Epitácio Pessoa. Embora não confirme sua candidatura, mas gente bem ligada a sua pessoa deixa bem claro sua intenção de ocupar a cadeira deixada a tão pouco tempo por sua mãe.

Osvaldo Medeiros

www.osvaldomed


Publicidade
Publicidade

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Patos Online suspende a publicação de comentários nas matérias. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto após as eleições de 2018.