comentários  
  

07 de agosto de 2011, 08:43

Educação: Paraíba está entre os 10 piores no Ideb


A Paraíba está entre os 10 Estados do país com o pior Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) nas séries iniciais (1º ao 5º) e finais (6º ao 9º) do ensino fundamental, além do ensino médio, e ainda figura na lista dos 10 Estados com os menores investimentos por estudante, segundo números do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), principal fonte de recurso da educação no país. 

Apesar de não ser o único fator a ser considerado no desempenho do Estado no Ideb, especialistas acreditam que mais investimento é fundamental para melhorar o rendimento dos alunos.

Numa escala de zero a 10, as escolas da Paraíba apresentam índices que vão de 0,6 a 6 - meta fixada pelo MEC para ser alcançada até 2021. 

Larissa Claro/PortalCorreio


Publicidade
Publicidade

Comentários

O utilizador reconhece e aceita que o PATOSONLINE.COM, apesar de atento ao conteúdo editorial deste espaço, não exerce nem pode exercer controle sobre todas as mensagens. O PATOSONLINE não se responsabiliza pelo conteúdo de mensagens publicadas no mural ou comentários de postagens.


Professor NB

Professor NB

08 de agosto

Infelismente...
Para ministrar hoje uma boa aula e satisfatória, primeiro tem que se motivar o professor financeiramete e depois o aluno.
Para isso invisto 10% do meu salário para dinamizar as minhas aulas e conscientizar os alunos que se é preciso estudar e valorizar as diferenças sociais através do respeito e da solidariedade um para com o outro.

carla

carla

08 de agosto

e com esse ricardo coutinho vamos ficar entre 50 piores estados!

Aldinoar Leitão

Aldinoar Leitão

08 de agosto

ESte é o resultado da política do pão e circo adotado pelos governos, desde gov. Ronaldo Cunha lima. É um resultado triste para toda a Paraíba. Então, menos festas e aplicar mais recursos na educação, única saída...

Ex-Funcionário

Ex-Funcionário

08 de agosto

Já fui funcionário da Prefeitura Municipal de Patos, na Secretaria de Educação do governo passado e tive que comprar lâmpadas, pois a Escola estava escura e a Secretaria não tinha para repor. Essa desorganização vem de longe e está piorando ainda mais. É lamentável!

Olho Vivo

Olho Vivo

07 de agosto

Nenhum político tem vontade que exista uma educação de qualidade. Eles querem mesmo é que o povo seja analfabeto para servir de trampolim para suas eleições. Salve-se quem puder!

Haroldo Medeiros

Haroldo Medeiros

07 de agosto

Eu trabalhei em São Paulo por 20 anos, hoje trabalho aqui na Paraíba e percebo que quaes não tem diferença; em ambos os estados para que o professor faça um trabalho razoável tem que investir do seu próprio salário, ou ficar mendigando centavos com os alunos. Como p.ex. fazer uma prova digitada; não temos nenhuma condição de trabalho, até a caneta de quadro branco temos que comprar do nosso bolso, ou então não se dar aula. Alguém pode me dizer se nessas condições é possível fazer um bom trabalho?
Eu quero resposta concreta e não aquele "pedagogês" que escutamos em reuniões de pessoas que se quer entram numa sala de aula.

Messias Moraes

Messias Moraes

07 de agosto

A educação nesse estado, tanto na esfera municipal quanto na estadual eh uma vergonha. Engraçado que se cobram tantos impostos das pessoas a ponto de não sobrar dinheiro para se pagar uma boa educação para as crianças, e mesmo com todos esses impostos o governo não consegue construir boas escolas e pagar bem os professores. Educação no Brasil ainda eh uma vergonha! E na Paraíba a coisa eh ainda pior.

Para Klíta; De Liliane.

Para Klíta; De Liliane.

07 de agosto

Linda, concordo plenamente com VC! Fui sua aluna no ensino médio e na faculdade, e hoje somos colegas, visto que sou Licenciada em Letras. Assim como vc, eu e muitos lutamos por melhor remuneração e mais ética e respeito pela nossa profissão, a qual exercemos com tanta dedicação, mas que, no entanto, precisamos de melhores salarios para que tenhamos uma vida mais digna. Não nos calemos diante de absurdo problema, lutemos por uma solução!!!

Klítia Cimene Carneiro de Oliveira - PROFESSORA

Klítia Cimene Carneiro de Oliveira - PROFESSORA

07 de agosto

Infelizmente, não é de hoje que a educação na Paraíba tem "deficit" de qualidade. Aliás, esse é um problema nacinal, apesar de as propagandas "encomendadas" do Governo mostrarem o contrário.Para mudar esse quadro de fracasso,na Paraíba e no Brasil, é precípuo investir em todos os aspectos educacionais, sobretudo no salário dos professores. Estes não ministram aulas apenas com "vocação e amor". Isso não é novidade, mas criaram o mito do bom profissional: este só precisa amar a profissão para vivê-la com sucesso. É mentira!É FUNDAMENTAL investir em um dos protagonistas desse cenário de fracasso. Os políticos sabem de tudo issso,contudo preferem pagar propagandas muito caras, pois é o suficiente para a manutenção deles no poder. No Brasil, vale mais um político na Câmara do que QUALIDADE nela. É o resultado de um povo que pensa pouco, porque não aprendeu a fazê-lo na escola.

Klítia Cimene Carneiro de Oliveira - PROFESSORA

Klítia Cimene Carneiro de Oliveira - PROFESSORA

07 de agosto

Infelizmente, não é de hoje a falta de qualidade na educação da Paraíba . E o pior, essa ausência é em todo o Brasil, por mais que as "encomendadas" propagandas do Governo Federal digam o contrário.
Para melhorar a educação desse ESTADO e desse país, sabemos, é precípuo investir em todos os aspectos que envolvem o contexto educacional,sobretudo, o salarial. Professor não ministra aulas apenas com VONTADE E "AMOR"; ele precisa, pelo menos, de livros e para comprá-los, só com DINHEIRO. Isso parece óbvio, não?. Investir em um dos protagonistas desse cenário de fracassos, é e sempre foi o primeiro passo. Os políticos sabem disso, mas preferem pagar mais caro encomendando propagandas que ajudam a manter a subserviência da maior parte da população, o que lhes rende votos inconscientes, por isso, irresponsáveis.São esses votos que fazem esse tipo de político se perpetuar no poder e fazer dessa prática algo hereditário: filho de político, político é? POVO ALIENADO,POVO FRACASSSADO.